sexta-feira, 28 de abril de 2017

Rapazitos

23-11-2012

Nome científico: Salvia microphylla
Nomes comuns: Rapazitos, rapazinhos, rapazotes, salva-groselha
Família: Lamiaceae (antiga Labiatae)
Origem: México

Os rapazitos são arbustos perenes e vigorosos que florescem tanto na primavera como no outono. Esta espécie apresenta inúmeros híbridos e cultivares, pelo que as suas folhas verdes podem apresentar várias formas, mas todas elas quando são esmagadas libertam uma fragrância forte. As suas flores são pequenas, estão dispostas em espiral e podem ser de cor vermelha, rosa ou magenta.

Cultivo: Resistente ao frio e tolerante a exposição solar direta. Aprecia um solo rico e bem drenado. Resiste bem à seca, pelo que a sua rega deve ser moderada a escassa. Multiplica-se por sementes ou estacas, sendo, possivelmente, a última opção a mais fácil e rápida.
29-05-2011
23-11-2012
25-09-2013

Proprieda-
des e utilizações: Há referências que na região central do México é cultivada como planta medicinal, onde a infusão das suas flores e folhas é usada no tratamento de febres e tosse.
13-05-2012
23-11-2012
Na culinária, pode ser utilizada como condimento, pois o aroma frutado e intenso das suas folhas combina com saladas doces e salgadas. Estas devem ser usadas frescas ou só adicionadas no final da cozedura para que o seu aroma não desapareça. As suas flores frescas são comestíveis e dão cor às saladas. Como em todas as plantas o seu consumo deve ser moderado.
Na horta e no jardim, os rapazitos são usados, frequentemente, em canteiros e floreiras. Atraem insetos para a sua polinização (como por exemplo abelhas ou borboletas) e repelem algumas pragas.

01-05-2012
06-05-2012
10-10-2012
Curiosidades:  O seu nome comum, rapazitos (rapazinhos ou rapazotes), deve estar relacionado com o facto das crianças (e adultos) sugarem o doce néctar das suas flores; O seu nome científico microphylla vem do grego e significa "pequeno com folhas"; Como as suas flores têm uma forma diferente nem todos os insetos conseguem chegar ao seu néctar, pelo que resolvem este inconveniente furando/roendo as flores.
Nota: 1.ª atualização
20-09-2015
27-04-2017
07-10-2016

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Gerânio-da-Madeira

10-04-2017

Nome científico: Geranium maderense Yeo
Nomes comuns: Gerânio-da-Madeira, Pássaras
Família: Geraniaceae
Origem: Endémico da Madeira

25-02-2016
29-03-2016
O gerânio-da-Madeira é uma planta herbácea, monocárpica (plantas que dão flores apenas uma vez) e, normalmente, apresenta um ciclo de vida bienal. Pode crescer até mais de um metro de altura e possui um caule lenhoso. As suas folhas apresentam um verde brilhante, são palmatipartidas, grandes e encontram-se dispostas em roseta. As suas flores têm pétalas rosado-purpúreas, com nervuras salientes, reunidas em grande número numa inflorescência grande, revestida de pelos glandulares purpúreos.
10-01-2017
10-04-2017
25-03-2017

Utilizações: É uma planta muito cultivada como ornamental em várias partes do mundo. Pode ser usada em isolado nos jardins ou em vasos.
31-03-2017

Cultivo: O habitat natural desta planta é nas zonas sombrias e húmidas da Laurissilva, entre os 700 e os 1000 metros de altitude. Tanto que pode ser plantada ao abrigo de uma grande árvore (na semi-sombra de um jardim), como em local ensolarado. Aprecia abundância de água e solos com boa drenagem. Deve ser protegida do vento forte e das geadas.

Curiosidades: O nome do género Geranium deriva do grego geranion, que significa "grou", devido à semelhança do fruto ao bico desta ave; O nome da espécie madeirense é epíteto geográfico que alude a localização, ou seja, à Madeira; Esta planta encontra-se protegida por legislação portuguesa ou da Comunidade Europeia, nomeadamente pelo Anexo II (espécie prioritária) e IV da Diretiva Habitats e pelo Anexo I da Convenção sobre a Vida Selvagem e os Habitats Naturais na Europa.

25-03-2017
10-04-2017
31-03-2017

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Tanaceto vulgar

22-04-2015

Nome científico: Tanacetum vulgare L.
Sinonímia: Chrysanthemum vulgare
Nomes comuns: Tanaceto-vulgar, Tanaceto, Atanásia, Tanásia, Atanásia-das-boticas, Piretro, Erva-de-São-Marcos, Erva-dos-vermes, Joina-das-searas, Catinga-de-mulata, Tansy (em inglês)
Família: Asteraceae (ou Compositae)
Origem: Europa e Ásia

23-11-2012
17-11-2014
O tanaceto-vulgar é uma planta herbácea e vivaz. Possui caules eretos e as suas folhas verdes e aromáticas são pinadas com numerosos folíolos profundamente dentados. As suas flores pequenas são amarelas e encontram-se agrupadas em capítulos formando um corimbo denso e aplanado. A sua floração ocorre durante o verão.

Propriedades e utilizações: Na medicina popular, esta planta foi usada para expulsar parasitas intestinais do organismo humano. Hoje em dia, dada a sua toxicidade (pois a planta é venenosa se for ingerida regularmente ou em grandes quantidades) não é mais usada. Externamente, usa-se o seu óleo essencial para combater o reumatismo.
12-06-2015
08-07-2015
25-06-2015
A planta (tanto verde como seca) tem propriedades inseticidas, podendo repelir insetos como moscas, formigas e pulgas. Há indicações que pode ser usada para repelir traças nos armários e até pulgas de cães ou gatos.
As suas flores atraem insetos auxiliares, como por exemplo sirfídeos e borboletas. Para além disso, podem ser usadas como flores de corte. Quando são secas mantêm algum do seu perfume.
O tanaceto-vulgar é muito utilizado como planta ornamental, mas é mais conhecido nas hortas como planta companheira e no controlo biológico de pragas, devido à sua ação repelente de insetos. Consta que a sua presenta estimula cucurbitáceas, framboeseiras, roseiras e árvores de fruto em geral, repelindo também insetos destas plantas. Quando plantado junto das batatas ajuda a repelir o escaravelho-da-batata. Podemos espalhar pela horta as folhas frescas ou secas, assim como podemos experimentar o extrato fermentado (1kg de plantas por 10 litros água) contra a mosca da couve ou a infusão (30g de folhas, caules e hastes florais, por litro de água) contra pulgões e míldio (nos tomateiros, por exemplo).
15-07-2015
15-07-2015
Dos seus rebentos e folhas podemos obter um corante verde e as suas flores podem dar origem a um corante amarelo.

Cultivo: Cresce em terrenos incultos perto de água e frequentemente em locais pedregosos. Prefere solos com boa drenagem. Multiplica-se pela divisão da planta ou por sementes.

Curiosidades: Como já referimos quando falámos na artemísia, o nome do género Tanacetum deriva do latim medieval "tanazita", que por sua vez vem do grego "Athanasia" (imortal, a longo prazo), referindo-se às inflorescências da planta ou a algumas bebidas feitas a partir das suas folhas e que se acreditava darem a vida eterna; O nome da espécie vulgare significa vulgar ou comum; Há relatos que esta planta foi cultivada nos jardins de ervas de Carlos Magno; Muito assemelham o seu curioso odor a uma mistura entre cânfora e alecrim.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...